E-mail: rafael@turbineseusite.com.br   |   Telefone: (41) 99521-8611

Suporte 24/7

Ao usar microsites, SEO também é importante? Saiba a resposta agora
18 de agosto de 2021

Criar um site é uma das principais estratégias de marketing digital. Esse é o espaço na web que centraliza as informações e conteúdos da empresa, para que os públicos conheçam e se envolvam com a marca.

Mas algumas investem também na criação de microsites, que são um tipo de site com menos páginas e informações, focadas em determinado assunto. Eles podem ser o site principal de empresas locais ou pequenos negócios, mas também podem ser criados de forma paralela, para cumprir um objetivo de marketing, como divulgar um produto ou portfólio da marca.

Para que os microsites cumpram sua função, eles devem passar por outra estratégia importante do marketing digital: a otimização para buscadores ou SEO, que aumenta a visibilidade das páginas, melhora a experiência dos usuários e fortalece a marca.

A seguir, você vai entender melhor quais os benefícios de investir em SEO para microsites, quais cuidados deve tomar e como fazer isso com mais eficiência. Acompanhe agora!

O que é microsite?

Microsite é um tipo de site com apenas uma ou poucas páginas, com conteúdos mais objetivos sobre determinado assunto. Geralmente está hospedado em outro domínio independente do site principal da marca.

A intenção é cumprir um objetivo específico da estratégia de marketing digital, como divulgar links da marca, apresentar um portfólio ou informar sobre um produto.

Os microsites são caracterizados pela sua simplicidade. O layout e o conteúdo devem ser simples, para transmitir rapidamente as informações aos visitantes. Por isso, o desenvolvimento desse tipo de site também tende a ser facilitado. Criadores de microsites oferecem ferramentas simples para isso, muitas vezes de forma gratuita ou com baixo custo.

SEO funciona para microsites?

Um SEO bem feito funciona para todo tipo de site. Mas é verdade que algumas técnicas de otimização usadas em microsites são questionáveis, porque tentam manipular o algoritmo. 

Além disso, a limitação de conteúdo e espaço nos microsites pode representar uma desvantagem para a otimização desse tipo de site. Vamos entender melhor agora:

Black hat com microsites não funciona

Quando se fala em microsites e SEO, muita gente torce o nariz… Isso acontece porque alguns profissionais utilizam a estratégia de criação de microsites para manipular o algoritmo do Google e ganhar posições com práticas de black hat.

Funciona assim: a pessoa compra diversos domínios diferentes e preenche o site com conteúdos superficiais, muitas vezes copiados. Mas insere backlinks para o site principal, ou seja, aquele que ela deseja rankear. Esses backlinks também incluem textos-âncora com a palavra-chave que está na mira.

Como vários domínios estão fazendo referência àquele site, o Google poderia entender que ele é uma referência na área e merece estar nos primeiros resultados das buscas.

Nos primórdios do buscador, quando o algoritmo ainda não era tão sofisticado, essa estratégia até poderia funcionar. Mas hoje o Google já é inteligente para identificar práticas maliciosas que tentam ganhar posições artificialmente. E a criação de microsites é uma delas.

Uma das formas de perceber o black hat com a criação de microsites é a identificação do proprietário do domínio. O Google identifica que é a mesma pessoa que está criando vários domínios. Então, não transmite autoridade dos microsites para o site principal e pode até penalizar o domínio no ranking.

Além disso, o Google também identifica o ganho de backlinks em grande volume num curto espaço de tempo. Quando isso acontece, o buscador acende um alerta e vai atrás de dados para saber se isso é sinal de black hat.

Portanto, uma estratégia de microsites apenas focada em gerar backlinks para o site principal não funciona mais e pode até prejudicar seu rankeamento.

Porém, uma estratégia de microsites bem planejada, que segue as boas práticas de SEO do Google, pode contribuir para os objetivos de marketing do seu negócio. O segredo é sempre focar na experiência dos usuários e oferecer conteúdos relevantes para eles. Se você seguir esse caminho, o Google vai saber reconhecer seu esforço.

Poucos conteúdos podem ser uma desvantagem

Por outro lado, microsites são sites de apenas uma ou poucas páginas, com pouco conteúdo. Isso pode representar uma desvantagem para os microsites nas estratégias de SEO, já que o Google gosta de conteúdo fresco nos resultados da busca.

É por isso que os blogs, constantemente atualizados, são uma ferramenta poderosa de SEO. Quanto mais conteúdos relevantes você publicar, mais chances tem de mostrar que é uma autoridade no assunto e de rankear no Google para diferentes palavras-chave. Como os microsites têm pouco conteúdo, podem ter menos chances de rankear.

Além disso, com poucos conteúdos, não é possível desenvolver uma das principais estratégias de SEO e conteúdo: os topic clusters. Essa estratégia consiste em criar páginas pilares sobre temas amplos e desmembrar o assunto em páginas “satélites”. Nos microsites, não há espaço para isso.

Ainda assim, se você criar um conteúdo de extrema qualidade para o microsite, que entregue valor aos usuários mesmo que em poucas páginas, o Google pode priorizar o seu domínio nos resultados da busca. Mais adiante, você vai ver algumas técnicas para isso.

Quais os benefícios de otimizar microsites com SEO?

Otimizar microsites com técnicas de SEO traz benefícios não só para o rankeamento das páginas no Google, mas também para o usuário e para o branding. Entenda melhor quais são esses benefícios:

Atrair tráfego orgânico

Se você criou um microsite com um objetivo de marketing em mente, certamente quer atrair visitantes para ele, não é? Então, as estratégias de SEO são uma forma de atrair tráfego orgânico para o seu site, sem precisar investir em mídia paga.

Melhorar a experiência do usuário

Além disso, otimizar um microsite para SEO significa que você vai precisar melhorar a experiência do usuário nas páginas. Então, além de subir posições no Google, você também ajuda o visitante a encontrar e realizar o que deseja no microsite.

Aumentar as conversões do minisite

Com um melhor UX nas páginas, você também tem mais chances de converter os usuários, como vender um produto ou gerar cadastros de leads. Afinal, se os usuários são bem recebidos e informados, também se sentem mais dispostos a realizar o que você deseja.

Aumentar a credibilidade e reconhecimento da marca

Se a marca desenvolve um microsite relevante e envolvente, que oferece uma boa navegação e tem as informações que os usuários querem encontrar, eles ficam com uma boa impressão da marca. Então, o SEO ajuda a conquistar a confiança das pessoas, melhorar a percepção de marca e fortalecer o seu nome por aí.

Gerar tráfego para o site principal

O SEO é importante para melhorar o rankeamento do próprio microsite, mas também para fortalecer o site principal. Para isso, é preciso inserir backlinks no microsite, que direcionam tráfego para o site da empresa e aumentam a sua popularidade.

Como fazer SEO em microsites?

A seguir, vamos ver quais são as principais dicas de SEO para microsites, que vão ajudar a alcançar os seus objetivos de marketing. Confira:

Entenda quem é a sua persona

Um dos primeiros passos de qualquer projeto de SEO é traçar o perfil da persona. É com esse personagem, baseado nas características, comportamentos, dúvidas e necessidades dos seus clientes reais, que o microsite deve se comunicar.

É importante notar que, dependendo dos objetivos do microsite, a persona pode ser um pouco diferente do site principal. Então, vale a pena fazer um trabalho específico de pesquisa e descrição da persona para o microsite.

Desenvolva a arquitetura do microsite

A arquitetura da informação é essencial para a experiência do usuário e para o Google entender a estrutura do site, a interligação entre as páginas e a hierarquia dos conteúdos.

Para desenvolver a arquitetura do microsite, é importante entender qual é o seu objetivo e a conversão que você deseja, pois a organização do site deve direcionar para isso.

Além disso, entenda como a persona navega pelo site e procura as informações — a arquitetura deve facilitar que o visitante encontre e realize facilmente o que deseja no microsite. 

Crie conteúdos exclusivos para o microsite

Microsites devem ter conteúdos únicos e exclusivos. Se você copiar textos e imagens do site principal, por exemplo, o Google provavelmente vai desconsiderar esse conteúdo ou até penalizar o microsite, se entender como plágio.

Quem usa a estratégia de microsites como black hat também costuma usar conteúdos repetidos em vários domínios. Mas você já sabe que o Google pode penalizar essa atitude, não é? Então, fuja desse tipo de prática.

Responda dúvidas da persona

Procure entender quais são as dúvidas da persona em relação ao assunto que o microsite aborda. Essas dúvidas costumam virar consultas nas buscas do Google. Então, se você trouxer boas respostas a elas nos conteúdos, pode aparecer nos resultados dessas pesquisas.

Seu microsite pode incluir, por exemplo, uma página de FAQ ou Perguntas Frequentes. Muitas vezes, o Google seleciona trechos das páginas para responder as dúvidas da seção “As pessoas também perguntam”, nos resultados da busca. Se você oferecer a melhor resposta para essas perguntas, pode aparecer aqui também.

Foque em palavras-chave de cauda longa

Um microsite provavelmente não tem chances de competir com sites e blogs de grandes marcas, que dominam os resultados das buscas por palavras-chave amplas. Termos como “marketing digital” ou “software de gestão”, por exemplo, são muito concorridos.

Por isso, um microsite pode focar em palavras-chave de cauda longa, que são mais específicas e menos concorridas, com mais chances de alcançar as primeiras posições do Google.

Identifique os títulos com heading tags

Heading tags servem para organizar e hierarquizar os conteúdos de uma página, de maneira que o Google e os usuários entendam a sua estrutura. Esse é um trabalho de SEO on page bastante simples de executar que traz bons resultados.

O título principal da página deve ser marcado no código com a tag H1. Os intertítulos da página devem ser marcados com H2, H3, no máximo até H4, conforme a hierarquia do texto.

Otimize as imagens do microsite

A otimização de imagens também é um trabalho de SEO on page simples e eficiente. Isso ajuda a fortalecer a autoridade da página para a palavra-chave, além de aumentar as chances de aparecer nas buscas por imagens.

Para isso, otimize as tags alt (texto alternativo) e src (nome do arquivo) com uma descrição literal do que a imagem apresenta, além de usar a palavra-chave que está na sua mira.

Melhore a velocidade de carregamento

A velocidade de carregamento é um dos principais fatores de rankeamento do Google. É uma otimização obrigatória para qualquer site que queira não só melhorar as posições no buscador, mas também otimizar a experiência do usuário, que não tem mais paciência para esperar uma página carregar.

Para isso, faça um teste do microsite no PageSpeed Insights e siga as orientações que o relatório da ferramenta oferece.

Crie um microsite atraente e responsivo

Um microsite é um projeto especial da marca. Por isso, vale a pena caprichar no layout para criar um visual atrativo, que capte a atenção dos usuários.

Além disso, o microsite também deve ser compatível com dispositivos móveis. Para isso, os sites costumam usar o design responsivo, que adapta o layout para qualquer tamanho de tela.

Aqui trouxemos um exemplo de microsite da Adobe, My Creative Type, que oferece um quiz para mostrar a tipografia ideal para cada pessoa. Acesse o link e veja como o visual é envolvente e se adapta ao tamanho de tela.

My Creative Type (desktop)
My Creative Type (mobile)

Crie backlinks para o site principal

Insira backlinks para o site principal da marca. Isso ajuda a fortalecer a marca, direcionar tráfego para lá e gerar mais resultados de marketing.

Esses backlinks provavelmente não têm força para transmitir link juice — ou seja, parte da autoridade da página —, porque o Google identifica que o microsite e o site principal são da mesma marca. Mas eles têm poder de aumentar a popularidade do site principal e gerar mais oportunidades de negócio.

Acompanhe as métricas de SEO do microsite

Não se faz SEO sem olhar para as métricas do site. Então, fique de olho nos indicadores de sucesso das otimizações, como o aumento no tráfego orgânico, o ganho de backlinks, a posição das páginas no Google e a taxa de conversão.

Com base nesses dados, você pode identificar como está o desempenho do microsite e quais pontos podem ser ajustados no SEO para melhorar os resultados.

Então, essas são as principais dicas de SEO para otimizar um microsite. Os resultados da otimização podem demorar um pouco a aparecer, porque SEO é um trabalho de longo prazo.

Mas vale a pena começar a aplicar essas dicas para melhorar a experiência do usuário e mostrar ao Google que o seu microsite merece melhores posições na busca.

Agora, aproveite para conhecer o Stage, o melhor parceiro para criar o microsite da sua empresa. Oferecemos serviços especializados de otimização SEO, além de hospedagem segura e eficiente e suporte 24h para qualquer assunto.Converse agora com um dos nossos especialistas para saber como podemos ajudar o seu negócio!

The post Ao usar microsites, SEO também é importante? Saiba a resposta agora appeared first on Rock Content – BR.

Fonte do artigo:

Rock Content – BR

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Leia Também

Postagens relacionadas em nosso Blog sobre Design, SEO, Marketing e Tecnologia.